Janelle Monáe manda mensagem aos haters e preconceituosos no clipe de ‘I Like That’



O terceiro disco de Janelle Monáe chega nesta sexta-feira (27) juntamente com o longa-metragem, ambos intitulados Dirty Computer. Segundo a cantora, esse é o trabalho mais íntimo e sincero da carreira e conta com as conhecidas “Django Jane”, “Make Me Feel” e “Pynk”, que traz a participação de Grimes.

Continuando a promoção do esperado registro, a norte-americana lança o videoclipe da faixa “I Like That”, uma clara mensagem aos haters e preconceituosos que insistem em julgar seu estilo e posicionamento. Monáe desabafa que não está dando a mínima para o que pensem sobre suas roupas de brechós, seu gosto único e de onde vem, pois no fim das contas, nada disso importa. A faixa é um pop/R&B encharcado de batidas hip hop e synths espaçados combinados aos vocais afinados e falsetes da artista.



Enquanto isso, o clipe é um convite para o universo distópico e de beleza sintética por trás da temática de Dirty Computer. A direção é de Lacey Duke.

A distopia de Janelle Monáe no filme Dirty Computer

Juntamente com o álbum, a cantora mostra com exclusividade aos canais BET e MTV (com transmissão também para o Brasil) o filme Dirty Computer, que conta a história de Jane 57821, estrelado pela artista, numa sociedade totalitária do futuro, onde pessoas são chamadas de “computadores” e vivem em busca da liberdade e felicidade.

O filme traz a direção de Andrew Donoho e Chuck Lightning, conta com os clipes lançados até o momento e com os atores Tessa Thompson e Jayson Allen.

Tecnologia do Blogger.