Vanbot retorna experimental, introspectiva e viajante no álbum ‘Siberia’



Para a cantora sueca Ester Ideskog (conhecida pelo nome de Vanbot), música é um processo pessoal que vem de dentro para fora. Esse foi um dos motivos que levou a artista a descartar um disco inteiro por não encontrar identificação com as músicas – isso lá em 2013. Hoje, bem certa de si, compõe e produz à sua maneira e se orgulha de entregar um trabalho consistente, reflexivo e ainda enraizado no synthpop.

‘Siberia’ é o nome do terceiro álbum de inéditas da moça, cujo lançamento oficial acontece nessa sexta-feira (7), porém a audição gratuita pode ser feita antes no streaming abaixo.

Segundo a artista, o processo de conceituar, criar e finalizar o disco durou apenas 17 dias graças a um confinamento com sua equipe em uma viagem de trem pela Trans-Siberian Railway, uma rede que liga Moscovo ao Extremo Oriente da Rússia – conhecido por ser a linha mais longa do mundo. O motivo do experimento? “O desejo de impor limites incrivelmente fortes a si mesma”, conclui a artista.


Capa de ‘Siberia’

Vanbot convocou ninguém menos que Petter Winnberg e Johannes Berglund para a produção de ‘Siberia’ – famoso por trabalhos com Lykke Li, The Knife e FKA twigs. O resultado é um trabalho mais denso, introspectivo e intimista, em que a produção sonora toma conta de boa parte das canções apresentadas – curiosamente intituladas com nomes dos trechos de cada parada da viagem.

Sonoramente bem diferente dos álbuns ‘Vanbot’ (2011) e ‘Perfect Storm’ (2015), a sueca parece definitivamente satisfeita em encontrar o seu estilo após anos experimentando novas maneiras de criar músicas.

Ouça o álbum na íntegra abaixo:

Tecnologia do Blogger.