[Radar] Apaixone-se pelo som da britânica Whinnie Williams



Misture moda retrô, toques de jazz, pop e soul e uma voz adocicada. Apresento a vocês Jade Williams, nome por trás do delicioso projeto Whinnie Williams.

Conhecida anteriormente pelo nome de Sunday Girl, a britânica já participou de produções de gente como Martin Solveig e Bright Light Bright Light, compôs para Madonna e serviu como ato de abertura para a turnê de Ellie Goulding em 2010.


Atualmente reunindo referências dos anos 70 em suas músicas, a artista iniciou sua carreira nos idos de 2010 sob uma sonoridade eletrônica mais dançante, quando lançou as faixas “Four Floors”, “Self Control” e “Stop Hey” – essa última produzida por Jim Eliot, nome por trás dos trabalhos de Ladyhawke e Kylie Minogue.


Em 2012, Williams criou, junto com a modelo Zara Martin, o projeto Ooh La La!, que produz mixes baseados nos anos 90, algo bem diferente da vibe atual da cantora.
Abandonando o nome de Sunday Girl em 2013, Jade começou a lançar faixas sob a alcunha de Whinnie Williams, na mesma época em que reformulou sua sonoridade, ao ir de encontro aos anos 70 em suas produções.


Desde então, foram lançadas diversas canções, responsáveis pelo EP de estreia ‘Bad Girl’, apresentado em 2014, de onde saíram músicas como “You Don’t Love Me” e “Stupid Things” e pelas mixtapes 'Whinnie Williams - Mix Tape Vol 1' e 'Whinnie Williams - Mix Tape Vol 2', lançadas em 2013 e 2014, respectivamente.


Atualmente, a artista vem nos presenteando com pérolas pop como “Too Strong”, divulgada ano passado e que integrou a trilha-sonora do filme Brotherhood e “Real Damn Bad”, apresentada em junho.


Saiba mais sobre Whinnie Williams curtindo sua página no Facebook e ouvindo suas faixas no Spotify.

Tecnologia do Blogger.