Björk está vulnerável e permite explorar sua própria boca no clipe de ‘Mouth Mantra’



A cantora islandesa Björk lançou ‘Vulnicura’, o oitavo disco de canções inéditas no início do ano. Entre vazamentos e produções multimídia, o trabalho é cercado pela instrumentação grandiosa e monumental de canções como “Stonemilker”, “Lionsong” e “Black Lake” – alguns gravados em 360°.

Em recente parceria com o diretor Jesse Kanda, conhecido pela estética visual dos discos de FKA twigs e Arca, Björk encontra-se vulnerável e sentimental no videoclipe da faixa “Mouth Mantra”. O cenário é um tanto perturbador: a artista permite explorar as dimensões da própria boca, como se fossemos uma espécie de bactéria tentando se alojar em algum espaço entre os dentes. Distorções e efeitos corridos criam a sensação de que há vida desconhecida dentro de nós.

Björk e Jesse Kanda prometem o videoclipe também no formato em 360°, que deve ser divulgado em breve.

Tecnologia do Blogger.