Os 20 melhores videoclipes de 2015



Escolher um clipe como melhor não é uma tarefa fácil, assim como escolher uma música ou um disco que merece atenção do público. Quando comecei a pesquisar quais seriam os possíveis melhores vídeos do ano, pensei em seguir uma ordem que coubesse na proposta do blog e fosse relevante para os leitores.

Em princípio, essa lista deveria ter somente 10 colocações, mas não podemos negar que 2015 foi o ano das grandes produções e da boa música. O saldo final é positivo e conseguimos peneirar o que realmente chamou nossa atenção no meio de tanta novidade. Deixe sua opinião nos comentários, adoraríamos ler o que achou desta lista.

 01  M.I.A.
          "BORDERS" 

Dirigido pela própria artista e repleto de tomadas aéreas, o clipe de "Borders" apresenta a cantora como uma espécie de líder de um grupo de refugiados, que atravessam cercas de arame farpado, cortam os mares em navios e barcos e caminham pelo deserto.



 02  DAVID BOWIE
          "BLACKSTAR" 

O trabalho, que traz dez minutos de duração, evidencia o futuro pós-apocalíptico de Bowie em um planeta habitado por pessoas com convulsões, rituais de magia negra e espantalhos humanos que servem de comida para uma criatura demoníaca – tudo isso cortejado por um eclipse lunar assombroso.



 03  GRIMES
          "FLESH WITHOUT BLOOD/
          LIFE IN THE VIVID DREAM"  

O videoclipe traz a direção de Claire em parceria com Mac Boucher. O vídeo é dividido em dois atos, o primeiro em torno da faixa principal em que mostra o mundo bizarro e esquisito de uma vampira colorida que só quer se divertir. O segundo mostra o trecho da inédita “Life In The Vivid Dream” como continuação da história.



 04  FKA TWIGS
          "M3LL155X"

Continuação natural da sonoridade explorada no ótimo álbum de estreia 'LP1' (2014), a artista eleva a sua música à um novo nível, através de colagens cada vez mais densas, como em "Glass & Patron", ao mesmo tempo que soa brevemente acessível e pop, em faixas como "In Time".



 05  FLORENCE + THE MACHINE
          "DELILAH"

A produção apresenta Florence Welch em um motel hollywoodiano, confrontando seus medos, demônios e interagindo consigo mesma, enquanto exibe nos momentos finais do vídeo algumas cenas do clipe de "What Kind Of Man", fechando um possível ciclo.



 06  GENER8ION + M.I.A.
          "THE INTERNATIONAL SOUND PT 2"

A faixa-título do trabalho consolida a parceria e amizade do produtor com M.I.A., que aproveita a folga das gravações do próximo disco para emprestar a voz na faixa do francês. Grandiosa e experimental, a canção evoca uma produção exuberante composta de batidas eletrônicas robustas, vocais sintéticos e sintetizadores raivosos que dão o tom e clima sombrio no resultado final.



 07  TAME IMPALA
          "THE LESS I KNOW YOU BETTER" 


A produção apresenta uma trama onde o romance entre um jogador de basquete e uma líder de torcida é destruído após a garota se apaixonar pelo mascote do time, com direito à ilustrações psicodélicas, muita cor e cenas bem quentes.



 08  BOOTS
          "C.U.R.E." 

Dirigido por Anthony Francisco Schepperd, o clipe encontra inspirações nos animes japoneses para contar a história de uma sociedade do futuro, dominada por seres robóticos e um vírus capaz de transformar os humanos em escravos.



 09  NEON INDIAN
          "SLUMLORD RISING" 

A trama gira em torno de uma discoteca dos anos 80, que se dissolve rapidamente com o massacre de uma gangue em busca da maleta preciosa. Sangue, crime e muita ação permeiam a produção – que, inevitavelmente, nos lembra dos clássicos policiais de suspense de décadas passadas.



 10  BJÖRK
          "MOUTH MANTRA" 

O cenário é um tanto perturbador: a artista permite explorar as dimensões da própria boca, como se fossemos uma espécie de bactéria tentando se alojar em algum espaço entre os dentes. Distorções e efeitos corridos criam a sensação de que há vida desconhecida dentro de nós.



 11  MARINA AND THE DIAMONDS
          "I'M A RUIN" 

Quem assina a direção é Markus Lundqvist, responsável por clipes memoráveis de Madonna, Daft Punk e o recente do Interpol. No vídeo, Marina Diamandis apresenta sua coreografia performática em um cenário deserto, cheio de montanhas e ruínas. Seguindo o tema da canção, a artista lamenta um amor insustentável.



 12  KENDRICK LAMAR
          "ALRIGHT" 

A direção é de Colin Tilley, o mesmo de "These Walls" de Kendrick Lamar.



 13  FOALS
          "MOUNTAIN AT MY GATES" 

Dirigido por NABIL, o videoclipe foi totalmente gravado com uma câmera GoPro e traz a banda apresentando a canção em uma paisagem cercada de montanhas. O vídeo funciona nos navegadores mais recentes, mas para uma experiência completa, recomendam o uso do Google Chrome ou o aplicativo do Youtube para celular.



 14  DRAKE
          "HOTLINE BLING" 

Direção de Director X, o mesmo responsável por clipes de Kendrick Lamar, Iggy Azalea e Little Mix.



 15  NEW ORDER
          "RESTLESS" 

O videoclipe, que foi produzido e dirigido pelo espanhol NYSU, o mesmo de “Wanderlust” do Wild Beast, vive a lenda do rei Arthur e a espada Excalibur nos dias atuais, revelando uma versão sexy e moderna das aventuras do valente.



 16  LION BABE
          "WONDER WOMAN" 

A dupla revela a produção crescente e deliciosa de “Wonder Woman” através de um R&B carregado de riffs de guitarras discretas, baixo intenso e synths arrastados, porém luxuosamente bem apresentados.



 17  OF MONSTERS AND MEN
          "EMPIRE" 

Segundo a diretora Tabitha Denholm, o clipe se apoia no romance lésbico de mulheres de décadas passadas e o sentimento de amor proibido daquela época. “Este é o tipo de relação de ‘Harold e Maude’. O personagem mais velho, na verdade, tem o espírito mais jovem e liberto que inspira o jovem cansado. É uma reviravolta nas convenções de idade que é, muitas vezes, suportados na vida real”, explica a diretora.



 18  CHAIRLIFT
          "CH-CHING" 

Com a direção de Noel Paul e Stefan Moore, mais conhecidos pelo nome de That Go. Para ingressar no universo da música, Carolina Polachek e Patrick Wimberly arriscam passos sincronizados em um bairro industrial de Nova Iorque – combinando as influências da estética urbana com o clima oriental proposto.



 19  PETITE NOIR
          "BEST" 

O videoclipe de “Best” traz a direção de Travys Owen, que encontrou as inspirações certas na história de Petite Noir. Nas imagens, o cantor corre em busca de liberdade e apresenta parte da infância na África ao mostrar personagens importantes da cultura.



 20  SEVDALIZA
          "THAT OTHER GIRL" 

A cantora protagoniza uma imperatriz em uma escultura, presa em um palácio futurista e incapaz de dominar suas próprias emoções e sentimentos. Ao mesmo tempo em que consegue liderar uma tropa de ciborgues guerreiros, ela rompe com os papéis de gênero e cria uma atmosfera caótica através da música. Sem dúvida, uma das melhores surpresas do ano.

Tecnologia do Blogger.