[Radar] Apaixone-se por Diane Birch e seu maravilhoso e refinado pop



Cada vez que me esqueço de quem é Diane Birch, me surpreendo mais ao escuta-la “pela primeira vez” novamente. E sempre deixo escapar um “nossa, que música boa”, nos primeiros acordes de cada faixa da norte-americana.

Conheci Birch através de uma playlist feita pelo pessoal do Spotify. “Speak A Little Louder” foi meu primeiro contato com a pianista, remetendo automaticamente à nomes como Sara Bareilles (mozão <3).

Descoberta por Prince em 2006, enquanto tocava piano no hotel Beverly Hills, a moça movimentou o mundo com seu disco de estreia, o ótimo ‘Bible Belt’, de 2009. Cercado de revolta sobre sua educação adventista, a artista chamou a atenção de todos com faixas soul e pop no melhor estilo dos anos 70, entre elas o hit “Valentino”. A musicista ainda foi o ato de abertura de Stevie Wonder em 2010, no Hard Rock Calling Festival.


Já em 'Speak A Little Louder', a artista apostou em uma expansão de sua sonoridade, apostando em novos elementos e instrumentos, além de fazer homenagens ao seu pai, que faleceu em 2013.

Filha de um pastor que levava a família para onde fosse mandado pela igreja, Birch passou a infância no Zimbábue, África do Sul e Austrália. Quando já estava na adolescência, a musicista e sua família se instalaram em Oregon, retornando aos Estados Unidos. Atualmente, a cantora mora no Brooklyn, em Nova York.


Por possuir formação religiosa, estudando em escolas adventistas, Diane foi ensinada de forma clássica. Pelo fato dos seus pais não aprovarem que escutasse música secular, a artista cresceu ao som de ópera, músicas clássica e sacra, que influenciaram sua sonoridade, principalmente no álbum de estreia.

Birch aprendeu a tocar piano aos sete anos de idade, com a ajuda de um missionário na África do Sul, além de utilizar o método Suzuki. Atualmente, a musicista toca piano, sintetizador e guitarra, instrumentos que são mais vistos em seu segundo disco de estúdio.

A norte-americana possui dois discos de estúdio, ‘Bible Belt’ (2009) e ‘Speak A Little Louder’ (2014), além do EP de covers ‘The Velveteen Age’, gravado em 2011 em parceria com o The Phenomenal Handclap Band.


No mesmo ano do EP, a artista divulgou a faixa “Wind Up Bird Song”, lançada promocionalmente com o objetivo de arrecadar fundos para as vítimas do tsunami do Japão em 2011, tendo todo o lucro obtido com a venda revertido para auxílio das pessoas afetadas.

Atualmente, Diane Birch trabalha em seu novo EP, ‘Nous’, ainda sem data de lançamento, mas esperado para os próximos meses.


Saiba mais sobre Diane Birch curtindo sua página no Facebook e ouvindo suas faixas no Spotify.

Tecnologia do Blogger.