[Radar] Conheça Melanie Martinez e seu indie pop agridoce



Quando fui apresentado ao som de Melanie Martinez por um amigo no ano passado, através de um cover de "Toxic", de Britney Spears, confesso que não dei credibilidade à garota. Mas o tempo passou, outras faixas da artista foram saindo e agora não consigo mais tirá-la das minhas playlists.


Melanie é participante da terceira temporada da versão americana do The Voice, alcançando o top 6 do programa, com versões completamente não convencionais de “Seven Nation Army”, do The White Stripes, “Lights”, de Ellie Goulding, “Crazy”, do Gnarls Barkley entre outras. Logo após isso, a artista começou a trabalhar em projetos independentes para a sua música, lançando em 2014 suas primeiras faixas autorais, que fariam parte do seu EP de estreia, ‘Dollhouse’, além de contribuir com a faixa "Carousel" para o trailer da quarta temporada da série American Horror Story.


O modo como Martinez possui identidades visual e sonora coerentes e peculiares, lembra em alguns momentos o que Marina and The Diamonds fez em seu aclamado ‘Electra Heart’ (2012). Suas composições e tratamentos visuais sempre repletos de elementos infantis se tornaram ainda mais evidentes no lançamento de ‘Cry Baby’, seu primeiro disco de estúdio, agora em agosto.


Apesar de sua aparência inocente e supostamente feliz, a artista não compartilha das mesmas ideias para suas faixas, mascarando através de sons infantis temas densos e complexos, como superficialidade e aparências, em “Dollhouse”, ou sobre abandono na amarga “Pity Party”. Destaque para o vídeo de “Sippy Cup”, onde são encenados vários assassinatos no clipe.


Uma das maiores surpresas desse ano, a cantora se apresenta no Brasil em São Paulo e Rio de Janeiro nos dias 27 e 29 de novembro, respectivamente, com sua Cry Baby Tour.

Acompanhe mais sobre o seu trabalho curtindo sua página no Facebook e se inscrevendo em seu canal no YouTube.
Tecnologia do Blogger.