[Radar] Conheça a multi talentosa Florrie



A Radar dessa semana vai falar de Florence Ellen Arnold, mais conhecida como Florrie. Cantora, compositora, modelo e baterista, a garota é responsável por um dos projetos mais interessantes da música alternativa, com sua voz doce e sua música consistente.


A multifacetada artista começou a tocar bateria aos 7 anos, formando em sua adolescência uma banda que tocava covers de Avril Lavigne. Com 17, Arnold foi para Londres, onde assinou um contrato com a gravadora Xenomania como baterista. Logo após esse período, fez suas primeiras aparições no mundo musical propriamente dito, ao performar junto com a girlband Girls Aloud a faixa “The Promise”, além de tocar com nomes como Kylie Minogue e Pet Shop Boys.

Após participar da criação de música para outros artistas, Florrie foi encorajada a lançar suas primeiras faixas: “Call 911”, remixada por Fred Falke foi a primeira amostra do talento de Florence como vocalista, recebendo críticas positivas e alcançando rapidamente uma alta taxa de downloads, feito notável para alguém que até pouco tempo era desconhecida.


Em 2010, a artista lançou seu trabalho de estreia, o ótimo EP ‘Introduction’, composto por 4 faixas, seguido de ‘Experiments’ (2011), ‘Late’ (2012) e ‘Sirens’ (2014). Aliás, até o presente momento, essa é uma característica interessante da britânica, que possui lançamentos regulares, com intervalo médio de 1 ano entre eles, aproximadamente.

Paralelamente à carreira musical, Florrie atua como modelo, estrelando campanhas publicitárias para Nina L’Elixir – inclusive fazendo um cover de “Sunday Girl”, do Blondie, Dolce & Gabanna, ASOS, H&M, entre outras.


Florrie aparentemente está criando / dando maior visibilidade à um novo modo de consumir música: seus lançamentos são feitos apenas em formato digital, além de possuírem um intervalo relativamente pequeno entre eles, nunca deixando o ouvinte sem material novo.

Nesse ponto você pode me questionar e dizer que praticamente todo mundo já consome mídia dessa maneira, virtualmente. Mas o ponto para o qual quero chamar a atenção é justamente esse: existem pouquíssimas / quase nenhuma cópia física dos trabalhos dela! Ainda que seja raro, podemos encontrar CDs e vinis sendo produzidos em edições básicas ou de luxo, mas Florrie se beneficia atualmente única e exclusivamente de vendas digitais / plataformas de streaming.


A artista está planejando para o fim de 2015 / início de 2016 o lançamento de seu primeiro disco.

Acompanhe mais sobre o trabalho de Florrie curtindo sua página no Facebook e ouvindo suas faixas no Spotify.
Tecnologia do Blogger.