Lana Del Rey respira essência do ‘Ultraviolence’ na inédita ‘Honeymoon’



Após uma série de especulações sobre o terceiro álbum de inéditas de Lana Del Rey, finalmente temos algo consistente sobre o trabalho. A cantora passou as últimas semanas compartilhando pequenas prévias da canção título do disco, intitulado ‘Honeymoon’, através de um perfil no Instagram. Eis que hoje, a música foi divulgada na íntegra.

“Honeymoon” ainda caminha no mesmo solo árido de ‘Ultraviolence’ (2014) – para alguns é um ponto positivo, mas para outros é insistir na mesma sonoridade melancólica de canções como “Shades Of Cool” e “Cruel World”. Composta de violinos grandiosos e um piano triste, a canção fala sobre encontrar um amor não correspondido e fadado ao desprezo.

Apesar da sonoridade decadente, a faixa flerta indiretamente com os dois trabalhos anteriores de Lana Del Rey. Termos característicos de canções do primeiro álbum ‘Born to Die’ (2012), podem ser encontrados em trechos como “Poderíamos viajar até Pico Boulevard em seu pequeno carro-bala, como preferir. Senhor ‘Nascido para perder’”. Até mesmo as aventuras perigosas e as declarações súbitas de amor se concretizam apenas nesta prévia.

As experiências com produtores diversos não foi o suficiente para a cantora seguir novos passos nesta primeira canção. Como prometido pela própria, o próximo disco deve trazer um som mais pop e diferente de ‘Ultraviolence’. Apesar disso, o single promocional de ‘Honeymoon’ trouxe aquele mais-do-mesmo sem grandes expectativas. O álbum ‘Honeymoon’ está previsto para setembro.

Tecnologia do Blogger.