Angel Haze lança a inédita ‘Impossible’



A performance da rapper Angel Haze desafia os standards do rap e do hip hop. Seus gestos não pretendem atrair o público para o próprio corpo e não esboçam qualquer curva de sensualidade. As mãos de Haze (aka Raee'n Roes Wilson) são agressivas e desafiadoras e há alguns traços das performances de Kendrick Lamar e Kanye West, de quem a cantora é fã assumida.

Nomeada à Sound of 2013 da BBC, ela ganhou certa atenção após lançar uma série de mixtapes para download gratuito na Internet. Foi 'Revelation', mixtape lançada em julho de 2012, a responsável por levá-la ao estrelato.

No mesmo ano, a cantora lança a chocante "Cleaning My Closet", canção que relata os abusos sexuais sofridos quando ela ainda era uma criança. No final de 2013, a artista apresenta o primeiro álbum de estúdio, 'Dirty Gold', para alívio do público. Os maus tratos sofridos na infância são retomados na faixa "Battle Cry", que contém a participação de Sia.



Na semana passada, a rapper lançou "Impossible", que antecipa a divulgação de seu segundo álbum. Produzida por TK Kayembe, a faixa inicia-se com batidas graves e instrumentos de percussão em marcha. Os versos de Angel Haze são furiosos. Banger, a canção reproduz versos em um alto falante, como um manifesto. Uma mulher está cansada e sequer se dá o direito de reclamar: "Fuck you, you can never break me, my nigga".



O segundo álbum de estúdio de Angel Haze ainda não tem título ou data de lançamento, mas de acordo com uma entrevista da cantora à NME, "será todo de canções". A declaração gera expectativas, e diante da precisão com que a rapper trata os temas propostos, ganha caráter de urgência.
Tecnologia do Blogger.