MADEMOISELLE YULIA: GIMME GIMME / MIDNIGHT EXPRESS


Cá venho para falar de algo que muito gosto: cultura japonesa. Como manda o legado Pick Up The Headphones, para falar especificamente de música. A voz para os fones e caixas de música é da manga girl Mademoiselle Yulia. De mangá mesmo ela tem somente os cabelos azuis e o jeito harajuku bem bolado de se vestir. Suas músicas passam longe daquele J-Pop infantilizado da qual estamos acostumados a ouvir. Contra a regra, conseguiu desgrudar do "chicletão" ultra colorido cuspido em nossos ouvidos desde os anos 90, e seguido para além dos anos 2000, como geralmente são as cantoras pop do Japão.

É bem verdade que Mademoiselle Yulia parece obedecer o mercado musical americano/europeu. Obedece e faz bem feito, ao seu modo, para as pistas de dança, seguindo um pop poderoso que combina música japonesa, dance europeu e referências ciganas, turcas e indianas. Faz bem feito para a estética que prossegue. É cantora, DJ, designer e estilista. E com isso tudo consegue se destacar.



Yulia começou na música ainda quando estava no colégio, em Tóquio, onde nasceu em 1987. Ela foi integrante de bandas que faziam covers de The Clash e Kraftwerk. Em seguida começou a organizar festas em que ela mesma era a DJ. Até que em 2008, a EMI Music Japan lançou a sua primeira mixtape. Desde então começou a participar de vários discos de artistas japoneses, inclusive a ser convidada para ser vocalista no retorno da banda Plastics, famosa entre anos anos 70/80 no Japão. Na segunda metade de 2011 lançou seu álbum de estréia, intitulado Mademoworld - um disco feito para dançar. O single de abertura foi "Gimme Gimme". A única que ganhou videoclipe e a mais conhecida dela. No entanto, vale ouvir o disco todo, com muita atenção para "Midnight Express", "Replay" e "Touch Me", que são capazes de desequilibrar as gueixas e samurais mais experientes.

Neste ano a moça trabalha na produção de um disco com remixes do primeiro disco e algumas faixas inéditas ao lado de Neon Spread3. Além da música, como já disse, ela segue firme no mercado da moda. Yulia lançou no fim do ano passado sua marca de jóias, a Giza, que parece seguir uma linha pré-histórica com extraterrestre. No Tumblr dela dá para acompanhar os passos fashionistas e novidades não infantis de sua música.

Por enquanto é isso. Domo arigato gozaimashita. Mata! Sayonara!





* Postagem feita por Diego Drush, jornalista, mora em São Paulo e adora coisas ligadas à arte, música e comportamento. Colabora esporadicamente com novidades da música sem rótulos e firulas.
Tecnologia do Blogger.