NOBODY BEATS THE DRUM: BLOOD ON MY HANDS


Vindos de Amsterdão, esse trio atende pelo nome de Nobody Beats The Drum, nome um pouco ousado e prepotente para uma banda que está (ainda) no início da carreira. A banda é formada por Sjam Sjamsoedin, Jori Collignon e Rogier van der Zwaag (nomes estranhos, né?) e possuem uma discografia consideravelmente boa: três EPs e dois álbuns completos lançados, incluindo o mais recente, Currents, do ano passado. Se analisarmos bem o Soundcloud dos meninos, vamos nos deparar com um set de remixes para outros artistas feitos pela própria banda, incluindo uma versão maximal para Etienne De Crécy e Mustard Pimp.

O primeiro disco chama-se Beats Work, lançado em 2008, foi a estréia dos rapazes na cena eletrônica atual. Porém o que se ouve são novatos tímidos que buscam inspirações no hip hop e breakbeat para complementar a vibe electro-noise que tanto insistem em pregar. A estréia do Nobody Beats The Drum não foi ruim, ao todo, porém faltou mais dinâmica e entusiasmo para chamar a atenção dos críticos de plantão. Persistentes como qualquer amsterdamês, depois de três anos experimentando estilos e buscando novas inspirações, eis que o resultado veio com um título simples e que revela muitas facetas do novo trabalho: Currents (em português: "correntes").


Nobody Beats The Drum - Blood On My Hands



O mais novo single desse último trabalho é a faixa "Blood On My Hands" e conta com uma produção bem diferente das anteriores. Cortejada por batidas de percussão que remete às produções embasadas no indie rock (com vocais regulares e um grande abuso do baixo), não levará mais que dois minutos para a canção se transformar em batidas descontroladas e enérgicas da música eletrônica. Para quem precisa de uma "comparaçãozinha" para escutar o som deles, fique sabendo que a junção dos estilos no segundo disco desses caras é uma questão de ordem! Ordem para ouvir imediatamente, hein? Em primeira escala lembramos do último disco do Spleen United, mas também podemos apostar uma breve semelhança nas produções do SebastiAn, The Knife e The Toxic Avenger.

Para quem gosta de um som mais dark e electro, o Nobody Beats The Drum será uma excelente descoberta. Currents, o segundo álbum da banda, foi lançado pela Basserk Records e você pode ouví-lo na íntegra no streaming abaixo:

Tecnologia do Blogger.