MAN WITHOUT COUNTRY: PUPPETS


Falamos pela primeira vez do Man Without Country quando lançaram o EP de estréia King Complex, um pouco depois do segundo semestre de 2011. Donos de grandes títulos com apenas poucos anos de estrada, os caras conseguiram maior visibilidade após participarem do EP de remixes da faixa "Midnight City" do prestigiado produtor e músico M83. Esta participação resultou em diversas colaborações nos shows do produtor durante sua turnê pela Europa e com isso alcançou inúmeros fãs e admiradores do enigmático "homem sem país".

Formado por Tomas Greenhalf e Ryan Owen no Sul de Gales, sua música é uma mistura de shoegaze com a música indie eletrônica, aliás, independente também são os seus lançamentos - como uma autêntica banda em busca de um lugar ao sol. Isto não impede dos caras lançarem o seu primeiro disco completo e com a marca registrada de suas produções: vocal glacial e calmo em meio à explosão de sintetizadores e batidas regulares, onde a primeira ouvida nos remete aos ausentes Midnight Juggernauts. Batizado de Foe, o longa conta com um novo single que será lançado no dia 9 de abril e denominado "Puppets", um lado B mais animado de "Inflammabe Heart" e "King Complex".

A junção do vídeo, dirigido pelo premiado cinegrafista e animador australiano Lucy Dyson, com a sonoridade de "Puppets" comprova que a banda pende o seu lado mais sensível do eletrônico comercial com direito a refrão grudento e loopings brilhantes. O trabalho do Man Without Country é impecável e deve ser prestigiado por aqueles que buscam uma cara nova na cena alternativa underground. Se você gostou de "Puppets", convido para ler nossa resenha sobre o single anterior e ouvir o King Complex EP lançado em 2011.

Tecnologia do Blogger.