APPALOOSA » JUMPING ON BEDS / PATCHWORK


Uma das novidades mais interessantes da música eletrônica nos últimos dias é o Appaloosa - meio francês, meio britânico, formado pelos amigos Anne-Laure Keib e Max Krefeld em uma noite de karaokê, bebedeiras e descontração. A idéia surgiu após Anne cantar uma música de Elton John naquela noite, ao lado de mais dois amigos, e no dia seguinte ser convidada por Max para participar de um dos seus EPs. Impulsionando a criatividade da garota, o americano foi o motivo que a francesa encontrou para começar a compôr suas primeiras músicas. Eis que surge o projeto com o nome inspirado em uma raça de cavalos na qual a moça era apaixonada (vide capa do EP). A espécie foi ameaçada de extinção, mas foi salva no início do século 20.

O primeiro EP foi lançado em 2009 sob o nome de The Day (We Fell In Love), através do selo Kitsuné, com duas faixas inéditas e dois remixes. No ano seguinte foi a vez do single Intimate pela Italians Do It Better, com três remixes e duas novas versões. Porém foi neste ano, mais precisamente neste mês, que a dupla lançou o EP Patchwork pelo selo independente Discotexas, com duas faixas inéditas e cinco remixes de tirar o fôlego. A sonoridade de suas canções passeiam entre o eletrônico minimalista e da disco 80's, apesar do release biográfico definir o som como pop, house, grunge e electro. Antes de tudo, vale ressaltar que o selo independente foi criado pelos djs e produtores Moullinex e Xinobi, responsáveis por diversos sets bem produzidos, remixes oficiais para artistas consagrados e a produção invejável para diversos discos. Talvez isso resuma em poucas linhas a qualidade do som do Appaloosa.

Appaloosa - Patchwork (Download retirado à pedido do autor)

"Patchwork" é a primeira faixa do EP que dá o título do mesmo. Embalado por um synth-pop envolvente e dançante, a faixa faz jus à paixão da moça por cavalos e pela noite. A mensagem é simples: relacionamentos conturbados, amor pela vida, preferência pela vida noturna. O single ganhou mais visibilidade através do clipe produzido pela própria Anne e por Virgili Jubero, onde revela o sentimento que a cantora tem por coisas simples da vida. À primeira ouvida, podemos imaginar uma Ladyhawke mais eletrônica, sensível e com um pouco mais de atitude quando o assunto é a moda.

Outra canção que destacamos é a faixa não lançada no EP, "Jumping On Beds", lançada nos últimos dias como um presente para quem gostou do single atual. Se na anterior o synth-pop vem borbulhando coisas sobre amor e reflexões, nesta você ouvirá coisas sobre a liberdade de expôr os sentimentos mais verdadeiros ao mundo. Os sintetizadores ganham força total com o auto-tune no refrão em uma espécie de viagem espacial através do tempo - é uma canção típica da disco house dos anos 80 misturadas com o tempero base da música pop atual. Não tem como não gostar, são canções extremamente hipnotizantes!


O lançamento oficial de Patchwork EP será nesta sexta-feira (09/12) através do selo independente Discotexas. Ainda não há notícias sobre um álbum completo ou lançamentos futuros, o foco é a sua mais nova aquisição. Enquanto novidades não aparecem, baixem as duas faixas e ouça outras no MySpace oficial do Appaloosa.

Tecnologia do Blogger.