SPLEEN UNITED » SUNSET TO SUNSET


O Spleen United é uma das heranças mais interessantes do finado Lúcio Papeiro. Formado em 2002 na Dinamarca, a banda consiste nos irmãos Bjarke e Gaute Niemann, Rune Wehner, Kasper Nørlund e Janus Nevel Ringsted. Lançaram o primeiro álbum em 2006 intitulado Godspeed Into The Mainstream e dois anos após o segundo, Neanderthal. Dois discos bem sucedidos que colocaram os caras na lista das principais influências do electro-rock, ao lado do (também dinamarqueses) VETO.

No ano passado eles lançaram uma faixa interativa chamada "Sunset to Sunset", apresentada pela primeira vez em uma sessão non-stop só com os maiores singles da banda, foram 24 horas de músicas sem intervalos em Sydhavn, Copenhagen. O single pode não ser o mais atual, porém é a referência chave do que os dinamarqueses andam fazendo por aí: sintetizadores de mais, rock de menos. O que conclui o ingresso integral na cena eletrônica européia, onde predominam a Euro Disco oitentista. Aliás, Neanderthal é o disco com mais referências do rock sessentista e o que alavancou o sucesso dos caras com bons singles e remixes de tirar o folêgo, feitos por gente conhecida.
Voltando ao single, "Sunset to Sunset" conquista mais um título para o Spleen United - dessa vez com referências eletrônicas que vão de The Prodigy à The Chemical Brothers. Trata-se de uma viagem com os synths mais interessantes que a banda já fez com o breakbeat já conhecido de outros exemplos - são seis minutos e meio do melhor single que eles já fizeram.

Falando na interatividade da faixa, foi criado um site especialmente para o desafio de clicar no ícone para completar o trecho da nova música, são quatro questões musicais para desbloquear extras sobre a apresentação non-stop 24 horas, stream do single com quinze minutos de duração (a mesma que abriu o set da apresentação) e um vídeo interessante com a performance ao vivo de "Sunset to Sunset".
Este é o primeiro gosto do terceiro álbum do Spleen United, ainda sem nome e data para lançamento.

Tecnologia do Blogger.