BRITE FUTURES » BABY RAIN / TOO YOUNG TO KILL


Os Brite Futures são responsáveis pelo projeto electropop mais interessante de 2008, o Natalie Portman's Shaved Head (em apelo ao filme V de Vingança onde a atriz Natalie Portman raspou a cabeça e ganhou muito dinheiro) e pelo excelente disco de estréia, Glistening Pleasure. Baseados na música indie/eletrônica que passeia do punk rock ao funk, a banda surgiu em 2005 na cidade de Seattle, em Washington.

Depois de alguns anos sem aparecer, eles voltaram com a brilhante "Baby Rain", oferecida de graça em sua página no Facebook. Se você estava com saudade da vertente rock + synths, a faixa vai te dar uma ajuda: rock das antigas com a junção de synths em harmonia com a rebeldia dos vocais de Shaun Libman. Esta é a melhor música do quinteto depois de quatro anos de espera, o que comprova a boa forma mesmo depois de várias brigas com a sua antiga gravadora, a Warner. Depois de umas boas ouvidas ficará difícil esquecer o refrão grudento.


Se você ainda não está satisfeito com "Baby Rain", ouça então "Too Young To Kill", mais uma prévia do próximo disco dos americanos. Só um detalhe: se você não consegue tirar o refrão da anterior da cabeça, aqui você terá altas doses do melhor punk/pop que já ouviu. A faixa começa com solos de guitarra e bateria sobre vocais que mais parecem Blink 182, até estourar para o refrão viciante onde a música ganha forças com a ajuda vocal da bonitinha Claire England, dando uma "amenizada" na rebeldia da canção.


Para completar o combo, "Too Young To Kill" também ganhou um vídeo todo freak com direito a encenação de grandes ícones feita pela própria banda. Destaque para o Bob Dylan, Audrey Hepburn e a clássica cena dos Beatles atravessando a rua, capa de Abbey Road, penúltimo álbum da banda. O próximo disco do Brite Futures foi batizado de Dark Past e será lançado no dia 1º de Novembro.

Tecnologia do Blogger.